Blog do Professor Francisco


07/06/2011


Mordaça na Fé

Recentemente, uma espantosa notícia na Internet preocupou a todos que estão acompanhando o crescimento estrondoso da luta pelos direitos homossexuais. A ABGLT ( Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais) fez convocação no site oficial para uma queima de Bíblias, evento que, segundo a nota, seria realizada no dia 1º de julho, em frente ao Congresso Nacional em Brasília, como protesto ao movimento que parlamentares das bancadas evanglélica e católica estão empreendendo contra as votações no Congresso que se mostra favorável à aprovação de leis que vão de encontro aos ensinamentos da fé cristã.

Os homessexuais no Brasil são minoria, mas estão lutando com tanta força que muitas conquistas já foram alcançadas. Hoje, por exemplo, é mais fácil ser preso por qualquer comentário que se faça de um gay do que um marido truculento ser preso porque espancou feroz e covardemente sua frágil e indefesa mulher.

O Congresso está gastando mais tempo discutindo sobre mais direitos ( e quase nenhum dever) para os gays do que com projetos para alavanar a qualidade na educação, saúde e segurança e direitos trabalhistas.

O fato é que essa minoria está organizadamente empenhada em transformar o país inteiro em membros e/ou simpatizantes da ABGLT ( Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transexuais) por “livre e espotânea pressão”. Veja só, eles têm associação, e muito operante, por isso estão fazendo tremer o país.

A pergunta que insisto em fazer por onde ando é: onde estão as famílias? Onde estão os pais, as mães, os líderes religiosos? Vemos apenas alguns se expondo, sendo alvos de críticas e de deboches. Será que a população brassileira inteira comunga com a ideia de que não aceitar as leis que eles querem é homofobia?

A ABGLT quer queimar Bíblias num ato púiblico de protesto afirmando que o Livro Sagrado é homofóbico. Quero saber se todas as famílias brasileiras pensam assim e concordam com isso.

Essa minoria só está tendo essa força porque as famílias cristãs não lutaram ou não estão lutando com a mesma força. A família deixou-se dominar durante um sono indolente. Ao acordar, já tarde do dia, percebeu-se o avanço de uma nociva erva daninha nos jardins, nos canteiros e no pomar.

Independetemente de ser católico ou evangélico, somos cristãos. Temos Jesus cristo como Mestre e Senhor. Temos a Bíblia como regra de fé. Por isso, todos devemos enfrentar essa invasão que insiste em perverter nossos filhos, nossas crianças. Invasão de uma minoria que, na força e na marra, quer que a sociedade e a família brasileira vejam o homossexualismo de forma natural e correta. Para as leis que estão tentando impor, quem pensar contrariamente, e externar tal pensamento, está inserido num crime passível de cadeia.

Isto é uma nova inquisição! Violência moral e ética que ultrapassa qualquer heresia ou ditadura.

Uma coisa é ser gay – opção pessoal do cidadão livre. No Brasil, nada contraria essa vontade individual. Outra coisa é ditar que todos devem abraçar e defender uma opção, mesmo a contra gosto.

As leis que querem nos impor, somadas às que já estão vigorando, nada mais simbolizam do que uma terrível mordaça nos costumes, na fé, na formação de nossos adolescentes e de nossas crianças já nascidas e as que estão por vir.

Escrito por Professor Francisco às 15h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Perfil

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, Homem, Portuguese, Spanish, Arte e cultura, Esportes
Yahoo Messenger -

Histórico